Resenha - O Último Desejo

Embora a série sobre Geralt de Rívia seja formada por sete livros, os dois primeiros (O Último Desejo e A Espada do Destino) não são exatamente "livros", mas, coletâneas de contos publicados inicialmente por Sapkowski em revistas que tratam de temas fantásticos. A saga propriamente dita, começa somente no terceiro livro (O Sangue dos Elfos). 


Geralt, um bruxo de alta qualidade, que foi adquirida ao longo do tempo e depois de muita prática, assume uma tarefa muito difícil. Um rei teve uma filha com a sua irmã, que foi enfeitiçada por um funcionário de confiança que desejava tê-la como esposa. A menina, quando cresceu, causou a morte de suas parteiras junto com o falecimento da mãe, que foi enterrada no porão do castelo, a garota, em toda a lua cheia, se transformava em um enorme monstro, e matava quem aparecesse pela frente. Ninguém nunca conseguiu desenfeitiçá-la. Geralt, sabendo da história, tenta resolver e enfrenta diversos fatos que tornam a história cada vez mais interessante e impossível de deixar de lado. 
Os outros contos envolvem batalhas em que Geralt teve de enfrentar os obstáculos, alguns com vitória, outros com derrota, para chegar a ser o que é hoje. Uma leitura muito interessante para quem gosta de estórias de fantasia, abrindo um leque imaginário enorme que aumenta a vontade pela leitura da série! Na minha opinião, este é um ótimo livro para quem gosta de aventuras não muito longas, ou seja, contos. Uma narração que te prende, que te faz sentir dentro do livro. Recomendo!

Resenha por: Elisa Rampazo
Editora: WMF Martins Fontes
Share on Google Plus