RESENHA - SILO



Silo é o primeiro livro de uma trilogia escrita por Hugh Howey, aqui no Brasil a editora intrínseca já publicou os dois primeiros volumes: Silo e Ordem.

A superfície está inabitável, existem toxinas até no ar e o que restou da população vive em um silo subterrâneo. Começamos a adentrar o universo da história pelo olhar da prefeita do silo que está prestes a mandar o xerife para a limpeza (Maior forma de punir algum transgressor). A partir disso vemos a jornada dela em busca de um substituto para o xerife, mas a história começa a ficar interessante quando a nova xerife assume o cargo e descobre que o silo tem mais mistérios do que imaginava. (Vou parar por aqui para não sair nenhum spoiler)
Durante toda a leitura é perceptível o quanto o autor se preocupou em ambientar bem a história, cada informação que para alguns pode passar despercebida ajudar a tornar todo aquele ambiente plausível e isso por si só já vale a leitura, mas não para por aí, o autor narra tudo com maestria, você se sente no silo, você é um personagem da história. Lembrando que não é uma leitura simples e extremamente fluida, então pode ser que não agrade a todos, alguns podem até considerar chato, mas definitivamente é uma leitura que vale super a pena, um dos melhores livros que já li. Uma ficção científica muito bem construída onde o autor estudou e muito para poder construí-la.

Sobre a edição só tenho a reclamar sobre a revisão que deixou passar muitos erros.

Resenha: Pedro Henrik
Editora: Intrínseca
Share on Google Plus