Crítica: Star Wars: Os Últimos Jedi


"When I found you, I saw raw untamed power and beyond that... something truly special"



Direção: Rian Johnson
Roteiro: Rian Johnson 
Gênero: Ação, Ficção científica
Ano: 2017

"Após encontrar o mítico e recluso Luke Skywalker (Mark Hammil) em uma ilha isolada, a jovem Rey (Daisy Ridley) busca entender o balanço da Força a partir dos ensinamentos do mestre jedi. Paralelamente, o Primeiro Império de Kylo Ren (Adam Driver) se reorganiza para enfrentar a Aliança Rebelde."



  Como praxe de um segundo filme de uma trilogia, "Os Últimos Jedi" traz a evolução dos arcos dos personagens demonstrando um roteiro bem escrito com menos base na trilogia antiga do que "O Despertar da Força" e com mais referências bem feitas. Kylo Ren e Rey apresentam grandes evoluções, importantes para a construção da personalidade, enquanto Finn passa por uma Jornada do Herói mesclada com A Promessa da Virgem em busca de achar o seu lugar em meio a Aliança Rebelde. Durante todo o filme, a trilha sonora conversa com as cenas dando identidade aos personagens, como em uma das cenas de Kylo Ren com Snoke onde ao fundo é apresentada a trilha que ficou conhecida por ser tema de Darth Vader com leves modificações dando a ela a personalidade única de Kylo. 
  O filme apresenta uma grande filosofia e analogias são feitas principalmente nos momentos entre Rey e Luke e deixam o espectador pensativo e levemente em choque após sair das salas de cinema. Mesmo com um roteiro bem elaborado e com grande avanço nos arcos dos personagens principais, os personagens secundários são mal usados e deixados de lado, alguns romances inseridos são levemente forçados e desnecessários. As comédias e os pontos de alivio cômico são bem distribuídos nos contrapontos da Guerra e da tensão construída.
  Com uma direção de arte de primeira, a coloração durante todo o filme traz sentimentos fortes em cada cena principalmente durante a batalha final  deixando um gosto de quero mais após tudo. O filme abre diversos ganchos para a sua sequência e deixa no ar algumas respostas de perguntas deixadas pelo "O Despertar da Força". Não podemos deixar de elogiar a computação gráfica do longa que é de primeira. "Star Wars: Os Últimos Jedi" é um dos melhores longas de 2017 que traz um roteiro forte, com uma direção de arte maravilhosa e grandes personagens femininas.

Um comentário:

Andrea Martínez disse...

Oí! Gostei de seu artigo de Star Wars, acho que é um filme com uma boa mensagem. Adoro o elenco especialmente pela grande Laura Dern. Ela fez um bom trabalho no seu papel. Adorei! Falar da atriz significa falar de uma grande atuação garantida, ele se compromete com os seus personagens e sempre deixa uma grande sensação ao espectador. Eu também amo de assistir drama filmes com a atriz no elenco. Se ainda não tiveram a oportunidade de ver o seu trabalho neste genero, eu recomendo. Vale a pena.

Tecnologia do Blogger.