Resenha: Juntando os pedaços.

Alguém gosta de você. 



Título: Juntando os pedaços
Autora: Jennifer Niven
Editora: Editora Seguinte
Páginas: 392
Tradução: Alessandra Esteche
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Sinopse: Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.

Foto: @OVicioOlimpiano


O livro é narrado em primeira pessoa pelos protagonistas Libby Strout e Jack Masselin. A narrativa é leve e descontraída, assim como o outro livro da autora, Por Lugares incríveis, esse também conquista logo nas primeiras páginas. ⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Jack tem prosopagnosia e Libby viralizou na internet após ser resgatada de dentro da sua própria casa devido ao seu peso. A autora consegue tratar assuntos sérios com uma leveza tocante. Aproximando cada vez mais leitor e personagem. Até mesmo os secundários ganham destaque em tão pouco tempo.

Nunca fui muito fã de livros com mais de um ponto de vista, isto porque geralmente o autor se perde e o livro se torna repetitivo. Isso não acontece com o segundo livro que li da autora. Ela entrega uma obra que se tem tem defeitos, não consigo apontar nenhum. Libby é sem dúvidas a melhor protagonista que li esse ano. Uma história encantadora, desafiadora e inspiradora. Conhecer Jack e Libby me fez refletir sobre a vida e sobre o quanto não enxergamos os outros. Uma leitura que recomendo para todos.

Quotes favoritos do livro:

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
1) A gente não pode lutar a batalha das outras pessoas, por mais que dê vontade.
2) Lembrem-se: Alguém gosta de você. Grande, pequeno, alto, baixo, bonito, comum, simpático, tímido. Não deixe ninguém dizer o dizer o contrário, nem você mesmo. Principalmente você mesmo.
3) Não julgue um homem sem antes se colocar no lugar dele.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.